Testemunhos Viventes

 

6 - A volta!

Depois de sete anos, mais uma graça alcançada: voltamos a morar em Nova Prata.
Tudo aconteceu com o plano de governo do RS (PDV), meu marido aderiu a esse plano: demissão voluntária remunerada.
Certo dia, ele havia feito uma proposta que eu almejava muito: a de voltar a Nova Prata. Mas, para surpresa minha, fiquei dividida, pois eu já havia feito amizades e elaborado a minha própria maneira de viver em Bento Gonçalves. Porém, pensando nas crianças, achei melhor voltar... E, no meu coração, havia uma forte mensagem: Na sua terra natal, encontrará a força! Hoje, eu sei o que isso significava! Deus tinha um propósito para mim: ser integrante de um grupo de oração.
Eu havia feito, ainda quando morava em Porto Alegre, uma promessa de que quando eu voltasse a morar em Nova Prata, daria um ano de catequese( para mim, aquele ano, seria uma grande penitência), acabei ficando nesse ministério por seis anos!
Em uma reunião de catequese, falei da dor de ter saído de Bento Gonçalves por motivo de deixar meu grupo de oração (porque achava que em Nova Prata não haveria) e da alegria de retornar a minha cidade natal, que era meu sonho! Foi aí que uma senhora me falou que em Nova Prata também existia grupo de oração, porém, bem pequeno. Bom, pensei: é grupo de oração da igreja: a que eu pertenço. Não importa a quantidade, o que vale é a qualidade!

 
© Copyright | www.testemunhosviventes.com.br | 2008 - 2020 | Todos os direitos reservados