Testemunhos Viventes

 

4 - Mudança de residência para Bento Gonçalves - RS

Um dos dias mais infelizes de minha vida, foi quando meu marido me “convocou” para morar em Bento Gonçalves! Minha casa estava quase pronta! O sonho de criar os meus filhos em Nova Prata estava se indo... Só de pensar em morar em uma cidade onde não conhecia ninguém, dava-me calafrios e desespero!

Fomos de mudança! Meu filho na primeira série, no segundo semestre, tudo novo e diferente, as duas meninas com três anos adaptando-se em creche! Eu?! Só pedia a Deus que me desse força para o novo, para uma enigmática etapa de vida!
Um dia, fui à missa, na Igreja Santo Antônio, olhei ao meu redor e não conhecia ninguém; pensei, algo de bom vai acontecer aqui. Vou fazer do limão uma limonada! Quero conhecer muita gente aqui e fazer novas amizades. E assim aconteceu! Com o passar dos dias, fiz muitas amizades, sendo que uma delas, no ápice de minha tristeza, convidou-me para receber oração no grupo de oração no salão da Igreja Santo Antônio. Fiquei assustada pensando ser coisa ruim, fora da igreja católica - lembrei-me logo da inscrição em Deuteronômio 18 e da minha promessa de não mais freqüentar lugares citados nessa passagem bíblica. Mas, ela, meiga como uma carismática, explicou-me tudo e lá fui. O horário coincidia com o do meu trabalho, mas o desejo de libertação era tão grande que veio, no meu coração, de marcar horário, exatamente no recreio da escola! Saí, quase correndo na rua, rumo à oração. Foi tão maravilhoso aquele momento, houve tanta libertação que até hoje não sai da minha lembrança!
Daí para frente, nunca mais deixei de freqüentar aquele grupo de oração à noite. Não tinha com quem deixar as crianças; levava-as comigo! Quando elas se cansavam, prometia balas! E tudo bem!
O dia mais significativo de toda essa história foi quando participei de um encontro cujos pregadores eram de Caxias do Sul. Fiquei encantada quando ouvi uma moça com dom de palavra de ciência, até então, nunca tinha visto isso na minha vida! Disse a Jesus:
• Jesus, se aquela moça falar o que eu estou pensando agora, onde só eu e o meu travesseiro sabemos, eu nunca mais vou Lhe deixar! É um desafio!
Foi questão de minutos, ela proclamou tudo o que eu estava pensando! Só que mais tarde, ela ia pedindo às pessoas que foram tocadas com o dom da palavra de ciência e mencionava os fatos. Eu fiquei constrangida, pois era muito íntimo, mas, levemente, levantei a mão.
É preciso termos coragem de testemunhar as maravilhas que Jesus faz em nossas vidas!

 
© Copyright | www.testemunhosviventes.com.br | 2008 - 2020 | Todos os direitos reservados