Testemunhos Viventes

 

17 - Concurso municipal

Quando cheguei em Nova Prata, lecionava vinte horas apenas. Daí, surgiu um concurso municipal. Resolvi fazer a inscrição. Passaram-se meses, não consegui estudar. Li alguma coisa apenas da lei municipal.
Fiz um pedido a Jesus:
• Jesus querido, aqui há muitos livros sobre a mesa. Não sei qual livro ler por primeiro. O concurso será amanhã e eu não estudei! Aponta-me qual destes livros devo estudar, qual texto irá cair e, de preferência, com a interpretação toda e já resolvida, ou seja, o texto e a interpretação, pois para Português, o que mais vale é a interpretação de texto. Eu quero tirar o primeiro lugar para escolher a escola...
Logo peguei um livro. Escolhi um texto, estudei a interpretação que estava pronta (livro do professor) e fui dormir.
No dia seguinte, meu marido estava com pressão alta. Levei-o ao hospital e depois fomos ver a casa nova de meu tio. Saímos de lá onze horas e quinze minutos. Fui almoçar na casa de um aluno que estava fazendo seis anos, e depois fui fazer a prova.
Entrei na sala e falei:
- É tudo com você, Jesus! O meu impossível é possível para Você.
Peguei a prova, depois de ter tirado o lacre da mesma, tive uma surpresa! O texto era aquele que eu havia estudado com todas as questões de interpretação. Fiquei impressionada por Jesus ter me atendido. Ah, e tem um detalhe: havia uma questão que eu não concordava com o gabarito do livro e, na noite anterior de estudo, eu havia mudado a resposta. Na prova eu disse a mim mesma:
• Não vou pôr a resposta conforme a do livro, vou pôr aquela que eu acho.
Veio uma voz e me disse:
• Por uma questão você pode perder o primeiro lugar!
Imediatamente, eu a apaguei, e coloquei aquela igual a do livro que eu havia estudado. Resultado final:
Tirei o primeiro lugar. Diferença do primeiro para o segundo lugar: uma questão!
Jesus vive! Tenha fé! Leia Hb 12, 2.

 
© Copyright | www.testemunhosviventes.com.br | 2008 - 2020 | Todos os direitos reservados